15/10/2010

Lecionar é para os Apaixonados


Para mim, algumas profissões exigem uma doação muito maior do que de outras profissões, tem que ter o 'Dom'. A pessoa nasce para exercer a profissão. Não digo que em outras profissões também não seja assim, mas nestas especialmente, se não houver o DOM pra coisa, parece que o profissional não funciona. Professor é uma delas.

O que acontece em nosso país é que 'ser professor' tornou-se um caminho curto para o cara começar a ganhar dinheiro. Vai, faz uma faculdade de 3 anos e já pode dar aulas. Quantas pessoas já vi fazer isso. O profissional que fez licenciatura e não nasceu para lecionar e descobre isso na sala de aula. 

É realmente difícil a situação na qual o Ensino em nosso país chegou. 

Eu conheci um professor nato, dá aulas de Ciências para a 8ª série e conversei muito com ele em uma reunião na escola da minha filha. Eu senti a paixão dele por dar aulas, por querer ensinar, poder mudar a vida de seus alunos. É realmente cativante encontrar alguém apaixonado pelo que faz. Mas isso é extremamente raro hoje em dia.

Abaixo, um texto que transmite o que quero dizer:


'Atuar no ensino é para poucos. A meu ver o fator de maior relevância para a atuação na área da educação, vai além das habilidades e competências, experiências profissionais e cursos extracurriculares e de especializações dos quais participamos no decorrer dos anos.

É preciso ser apaixonado! Apaixonado pela nossa atuação, pela oportunidade de também aprender com os alunos, pela possibilidade de estar colaborando para o progresso de uma região, estado ou país e principalmente pela satisfação em fazer parte da vida de pessoas que contam com nosso conhecimento, empenho, apoio, compreensão e dedicação para se realizarem, atingirem seus objetivos e sonhos, conseguindo dar um passo mais à frente e mais firme em busca de sucesso.

E lecionar não é fácil. Dedicar horas desenvolvendo aulas e não apenas repassando teorias, mas transformando a história e as informações em conteúdos cativantes e criativos nos mantém atualizados, vivos e reconhecidos. É cansativo, mas gratificante! 

Ser apaixonado pelo ensino é aceitar que tudo o que conhecemos é pouco perto do que podemos vir a conhecer, e que sempre somos desafiados a aprender. É ser flexível e compreender que além do conteúdo há uma essência a ser assimilada, e que há pessoas interessadas em ainda mais informação. Alguns alunos são mais interessados que outros, mas o desinteresse não é pela disciplina ou professor e sim pela falta de informação de quanto a matéria, seja ela qual for, será responsável pelos momentos mais preciosos de sua vida e que agregarão condições de torná-los ainda mais aptos para os novos desafios que o esperam.' 

Publicado originalmente dia 15/10/2010 - achei que valia o update. :-)