29/03/2010

Ricky Martin assume homossexualidade em carta pública


Todo mundo desconfiava, mas confirmar ele nunca confirmou. Em 2008 em uma ele até abriu precedente, falando em uma entrevista que seu coração poderia pertencer tanto a um homem quanto a uma mulher. Mas Ricky Martin nunca respondeu aos rumores segundo os quais seria gay e que rondam na mídia há anos. Até hoje.

Em seu site, Ricky Martin, em uma belíssima carta aberta ao público confirmou o que até então era meio que duvida para todo mundo. Ou não.

A Rosana traduziu a carta:

"Nos últimos meses me dediquei à tarefa de escrever minhas memórias. Um projeto que, como eu já sabia, seria  realmente importante para mim, pois desde que escrevi a primeira frase me dei conta que esta seria a ferramenta que me ajudaria a me libertar de coisas que vinha carregando há muito tempo. Coisas que pesavam demais. Escrevendo este minucioso inventário de minha vida, fiquei mais perto das minhas verdades. E isto é algo que quero comemorar.
Se existe um lugar que me preenche e estremece minhas emoções, este lugar é o palco, o meu vício. A música, o espetáculo, o aplauso, estar diante de um público, me faz sentir que sou capaz de qualquer coisa. É um tipo de adrenalina, de euforia, que não quero que deixe de correr por minhas veias jamais. Se você, o público e a musa me permitirem, espero continuar nos palcos por muitos e muitos anos. Mas hoje a serenidade me leva a um lugar muito especial, de reflexão, compreensão e muita iluminação. Me sinto livre! E quero compartilhar.
Muita gente me disse que não era importante fazê-lo, que não valeria a pena, que todo o trabalho e tudo o que construí entraria em colapso.Que muitos neste mundo não estariam preparados para aceitar minha verdade, minha natureza. E como esses conselhos vinham de pessoas que amo loucamente, decidi seguir adiante com minha 'quase verdade'. Muito errado. Deixar-me seduzir por meu medo foi uma verdadeira sabotagem à minha vida. Hoje me responsabilizo por completo de todas as minhas decisões e todos os meus atos.
E se me perguntarem hoje, 'Ricky, do que você tem medo?' eu responderia - 'do sangue que corre pelas ruas dos países em Guerra, da exploração sexual infantil, do terrorismo, do cinismo de alguns homens poderosos, do sequestro da fé. ' Mas medo da minha natureza, da minha verdade? Nunca mais! Ao contrário, elas me dão força e coragem. É o que necessito para mim e para os meus, ainda mais agora que sou pai de duas criaturas que são seres de luz. Tenho que estar a altura delas. Seguir vivendo como  fiz até hoje, seria ofuscar indiretamente esse brilho puro com o qual meus filhos nasceram. CHEGA! AS COISAS PRECISAM MUDAR! Estou certo de que isso não teria acontecido há 5 ou 10 anos. Mas está acontecendo agora. Hoje é meu dia, este é meu tempo, meu momento.
O que vai acontecer a partir de agora? Quem sabe. Só posso me focar no que estou vivendo agora. Estes anos de silêncio e reflexão me fortaleceram e me fizeram lembrar que o amor vive dentro de mim , que a aceitação é o encontro com meu interior e que a verdade sempre traz paz. Hoje para mim o significado de felicidade toma outra dimensão.
Foi um processo muito intenso, angustiante e doloroso, mas também muito libertador. Juro pra vocês que cada palavra que vocês estão lendo aqui nasce do amor, da purificação, da força, da aceitação e do desprendimento. Que escrever essas linhas é a conquista da minha paz interior, parte vital da minha evolução. Hoje ACEITO MINHA HOMOSSEXUALIDADE como um presente que a vida me deu. Me sinto abençoado por ser quem sou!
R.M."

E eu nem desconfiava!!! Mas achei que ele foi muito macho. E o importante nesta vida é a gente ser feliz. Não é?