10/05/2010

Como ficam seu orkut, twitter e facebook se você morrer?

Um assunto um tanto quanto estranho mas que faz parte do nosso dia-a-dia. Com a febre das redes sociais não podemos, infelizmente, deixar de pensar nisso. Abaixo, um ótimo artigo que apresenta alguns serviços póstumos em redes sociais.
Memórias póstumas em redes sociais | por Raquel Piegas (Estagiária de Jornalismo)
Ao menos no mundo digital, a vida eterna existe. Com o crescimento de redes sociais como Orkut e o Facebook, houve uma explosão de sites que oferecem a manutenção de perfis e até mesmo a administração da vida digital do falecido, deletando progressivamente suas informações.



Primeiro colocado no número de usuários, o site de relacionamento social Facebook estima que 3% de seus usuários já morreram. Para lembrar os que já foram, a rede criou no final de 2009 um memorial de perfis, em que os amigos virtuais podem compartilhar lembranças sobre pessoas que morreram. O usuário que desejar ter esse serviço pode solicitar ao Facebook que, assim que ele morrer, seu perfil vá para o Memorial. Informações como telefone e endereço são retiradas e o perfil é congelado, para que ninguém possa modificá-lo.

Empresas europeias e americanas possuem a última palavra em vida digital após a morte. Atualmente, existem sites como o DeathSwitch.com, que permitem que informações confidenciais não desapareçam com a morte do usuário. Esse recurso é útil no caso de morte de executivos, por exemplo. O serviço funciona da seguinte maneira: mensalmente, o site envia e-mails ao usuário cadastrado. Se após três e-mails não houver resposta, o site considera que é hora de enviar a mensagem para a pessoa designada por quem solicitou o serviço.

O MyLastEmail.com oferece ao internauta a possibilidade de enviar um e-mail de despedida para depois de sua morte. Com preços que variam de US$50 a US$ 100, o usuário elabora seu adeus ao mundo virtual e designa um amigo próximo para dar o sinal verde à empresa, que envia os e-mails para a lista de contatos.

Um dos serviços mais curiosos é o GreatGoodbye.com. Trata-se de um site no qual o usuário cria um perfil contando como gostaria que seu funeral ocorresse. As informações seriam enviadas a familiares e amigos designados de antemão. O lema do site já diz: ” mande um email do túmulo”.

Se a preocupação é quanto à segurança contra hackers, o LegacyLocker.com promete bloquear todas as contas e e-mails do usuário morto, protegendo assim dados relevantes e evitando o vazamento de dados confidenciais.

Fonte